CREA-RS fiscaliza ampliação do Parque Eólico de Cerro Chato

[:br]529352a4b0c1d

Entre os dias 21 e 22 de novembro, a fiscalização do CREA-RS da Inspetoria de Santana do Livramento esteve no Parque Eólico de Cerro Chato, nas usinas Cerro Chato IV, V, VI, em Ibirapuitã e Cerro dos Trindades, zona rural do município.Foram verificadas as Anotações de Responsabilidade Técnica dos serviços de ampliação das instalações dos aerogeradores. Participaram da ação o agente fiscal João Alberto e o supervisor de Fiscalização da Regional V, Mauro Brião. A ação gerou 30 relatórios de fiscalização e uma notificação por falta de ART. Além da empresa vencedora do consórcio de licitação, atuam 11 empresas terceirizadas no trabalho.

site1

Formado pelo consórcio Eletrosul (90%) e Wobben (10%), o complexo tem capacidade instalada de 78 megawatts (MW) e foi viabilizado através do Leilão de Energia Nova (A-3), da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), realizado em agosto de 2009. Os parques Cerro Chato IV (10 MW), V (12 MW) e VI (24 MW), Ibirapuitã (24 MW) e Cerro dos Trindade (8 MW) foram erguidos em áreas vizinhas a outros três parques, que compõem o Complexo Eólico Cerro Chato. Os primeiros aerogeradores começaram a operar em maio de 2011. A grande aposta da Eletrosul foi o potencial dos ventos do extremo sul do Brasil, onde as condições são excelentes para o aproveitamento da energia eólica.

Fonte: CREA-RS[:]

Compartilhe esta notícia
LinkedIn
Twitter
Facebook
WhatsApp

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Para mais informações, visite nossa Política de Privacidade.

Abrir bate-papo
1
Olá 👋
Podemos ajudar?